Entries:
Comments:
Posts:

Loading User Information from Channel 9

Something went wrong getting user information from Channel 9

Latest Achievement:

Loading User Information from MSDN

Something went wrong getting user information from MSDN

Visual Studio Achievements

Latest Achievement:

Loading Visual Studio Achievements

Something went wrong getting the Visual Studio Achievements

O que é computação na nuvem?

Computação na nuvem, ou simplesmente Nuvem, é um novo paradigma em IT e, como todo novo paradigma, requer uma nova maneira de pensar.

Mas o que é a nuvem de que tanto falam e como esse novo paradigma em IT pode me ajudar?

Resumidamente eu diria que a nuvem é a democratização dos recursos de IT. Fazendo um paralelo com o período do surgimento da internet, seria o mesmo que a democratização de conteúdo.

Não ajudou muito? Vou colocar um exemplo próximo de seu cotidiano independentemente do seu ramo de atuação. Imagine que começou a trabalhar em um novo projeto e que a única requisição bem definida desse projeto é a data de entrega. Existem outros requisitos, mas a data de entrega é crucial para o sucesso desse projeto.

Para contextualizar, vamos supor que o nosso projeto é um novo site de e-commerce e que deve estar no ar 5 meses após a contratação, devido a uma série de campanhas de mídias programadas para o mesmo período.

Cinco meses parece um tempo razoável para fazer um e-commerce, mas vamos entrar mais a fundo no projeto.

Vamos falar das integrações existentes,  a empresa possui um ERP (Enterprise Resource Planning) ou SIGE (Sistemas Integrados de Gestão Empresarial) e um CRM (Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com o Cliente), além da nova linguagem visual que deve ser definida. Apertou um pouco.

Se entrarmos nas necessidades computacionais, nosso projeto complica ainda mais, pois um dos canais de mídia contratada é a televisão e a campanha vai passar em um horário de grande audiência divulgando uma super promoção de lançamento do e-commerce. Nossa! Esses cinco meses vão parecer uma semana.

Por si só o projeto de desenvolvimento de software é muito complexo e, quando adicionamos uma variável computacional completamente desconhecida, é a receita do caos. Quem já teve experiência com projetos de alta performance sabe que conseguir uma estrutura de infra que atenda aos requisitos é um grande desafio, principalmente para uma equipe ou até mesmo empresa cujo foco é desenvolvimento.

É por esses motivos que volto a dizer que a computação na nuvem veio para democratizar os recursos de infraestrutura. Antes da Nuvem, para ter acesso a ambientes de alta disponibilidade era necessário investir muito dinheiro, o que inviabilizava a maioria dos projetos e, ainda, por mais que a se invista em infraestrutura sempre terá um limite de escalabilidade.

A computação na Nuvem permite que pequenas e grandes empresas aproveitem a agilidade de utilizarem o datacenter de outra empresa, especializada em infraestrutura, para realizar o deploy de suas aplicações pagando um valor sobre a quantidade de recursos utilizados, removendo definitivamente os custos de hardware da equação.

Essa solução pode soar igual ao modelo de negócio provido pelos serviços de hospedagem Web que você conhece, mas a grande diferença da Nuvem é que esse novo modelo está construído sobre uma plataforma de alta escalabilidade e isso faz toda a diferença!

Abaixo temos alguns cenários onde a utilização de Nuvem é aconselhável, pensando exclusivamente em utilização de recursos computacionais:

 Crescimento Rápido

Liga e desliga 

Picos imprevisíveis

Picos previsiveis

 

Olhando os gráficos fica evidente que o poder computacional deve ser alto para atender as demandas de processamento, mesmo que a demanda seja por um breve período, os famosos picos de carga.

Mas como a nuvem vai te ajudar de fato? Para entender, vamos voltar ao exemplo anterior do projeto de e-commerce. Utilizando a Nuvem a empresa pode focar exclusivamente na aplicação e ter acesso aos recursos computacionais necessários para atender as suas necessidades reais, economizando tempo e dinheiro.

Terminologias da indústria

Para padronizar as terminologias sobre a computação na nuvem, a indústria definiu 3 (três) principais categorias de serviço na nuvem: IaaS - Infraestructure as a Service (Infraestrutura como serviço), PaaS - Platform as a Service (Plataforma como serviço) e SaaS - Software as a Service (Software como serviço).

O IaaS é um serviço que fornece hardware e sistema operacional virtualizado, rodando em data centers massivamente escaláveis do fornecedor de nuvem computacional. Em IaaS, você é responsável por atualizar, instalar patches e gerenciar o sistema operacional. Resumidamente, o IaaS abstrai o Hardware e a tecnologia de virtualização. O público-alvo da utilização dessa tecnologia são os administradores de sistema e os engenheiros de operações.

O PaaS é um serviço que fornece hardware, sistema operacional e o ambiente necessário para a sua aplicação em data centers massivamente escaláveis do fornecedor de nuvem computacional. Neste modelo, o sistema operacional e o hardware é gerenciado para você, mas você tem que gerenciar a sua aplicação e os dados que ela consome. PaaS abstrai infraestrutura e sistema operacional para você. Naturalmente, o público-alvo desse modelo são desenvolvedores, mesmo que o deployment final e a manutenção seja gerenciado pelo time de operações.

O SaaS é um serviço que fornece para você um software como serviço. Você somente tem que gerenciar seus dados de negócio que residem e percorrem o serviço de software. O hardware, sistema operacional e o software são gerenciados pelo SaaS para você. Tipicamente o público-alvo desse serviço são donos do negócio que podem acessar o site do SaaS, fazer registro e começar a utilizá-lo.

 Veja na figura abaixo as principais características e seus limites.

 

 Tipos de nuvem

 

 Tipos de nuvens

Juntos com o tipo de serviços de nuvem, a indústria frequentemente fala sobre os tipos de nuvens que existem no mercado. Uma nuvem é, no final, a arquitetura do data center que constrói a nuvem computacional. Então, qual a diferença ou diferenças entre o serviço de hospedagem tradicional e na nuvem? Eu definiria como nuvem somente se a arquitetura do data center fornecer os seguintes serviços:

  • Pagar de acordo com o consumo (Pay as you go) - Uma nuvem deve fornecer um modelo de serviço em que você é cobrado de acordo com os recursos utilizados ou pelo número de usuários acessando o serviço;
  • Um portal de provisionamento de auto-serviço (Self-Service provisioning portal) - Uma nuvem deve fornecer um portal de auto-serviço para adquirir e disponibilizar recursos manualmente ou programaticamente;
  • Abstração de hardware do servidor (Server hardware abstraction) - Uma nuvem deve gerenciar e manter os recursos de hardware requeridos pela sua aplicação;
  • Abstração do hardware de rede (Network hardware abstraction) - Uma nuvem deve gerenciar e manter os hardware de rede requeridos pela sua aplicação;
  • Escalabilidade dinâmica (Dynamic scalability) - Uma nuvem deve fornecer o gerenciamento de escala da      sua aplicação (incremento ou decremento) manual e/ou automaticamente para responder a demanda;
  • Alta disponibilidade garantido por SLA (High availability Service Level Agreement) - Uma nuvem deve definir claramente um SLA que garanta a disponibilidade de sua plataforma.

 

A estratégia da Microsoft

Para construir um serviço de nuvem de sucesso, a empresa necessita investir na construção de data centers distribuídos mundialmente e que sejam altamente automatizados, eficientes e bem conectados. Construir um data center desses requer um investimento significativo e suporte das empresas de software e sistema operacionais para monetizá-los. A Microsoft é a maior fabricante de software do mundo e tem feito um trabalho fenomenal de construir uma rede global de data centers. Esta rede de data centers globais é definida como Windows Azure, a computação na nuvem da Microsoft.

A estratégia da Microsoft consiste em quatro principais iniciativas:

  1. Construir uma rede de data centers de alta disponibilidade em todo mundo como uma plataforma de      software do futuro;
  2. Preparar estes data centers para entregar sua oferta de PaaS;
  3. Preparar estes data centers para entregar a oferta de SaaS;
  4. Preparar a rede de parceiros para entregar a oferta de IaaS.

Agora que você já sabe um pouco de nuvem, aprofunde-se ainda mais no assunto, conheça a arquitetura do Windows Azure e leve a sua aplicação a um outro nível!

O Rogério Cordeiro possui um vídeo publicado no MSDN, que também aborda este tema. Veja o vídeo clicando aqui.

Abraço,

Vinícius.

Tags:

Follow the Discussion

  • Andre Fonseca BorgesAndre Fonseca Borges

    Rogério excelente artigo.
    Você poderia me disponibilizar links onde são demonstrados as evoluções do windows azure aqui no Brasil?
    Por exemplo no ano de 2011 a solução de nuvem da Microsoft teve adesão de X números de empresas, X números de desenvolvedores(interessados na plataforma).
    Quantos são e quais são os locadores de infraestrutura na nuvem no Brasil que usam o Windows Azure?

  • Alexandre SanchesAlexandre Sanches

    A idéia é interessante, só que o texto dá uma volta enorme para chegar ao ponto, o que o torna enfadonho.

  • Faustino Jose de FariaFaustino Jose de Faria

    Vinícius, em um primeiro momento, a computação em nuvem é muito parecida com as antigas VPS. Porém é mais flexível e não é limitada em um único servidor.

  • Adil Borges TiagoAdil Borges Tiago

    Este material esclarece de forma objetiva o que é Windows Azure, deixando claro que trata-se de uma evolução dos serviços de TI.

  • A linguagem proposta é simples, fácil e direta ao definir o Windows Azure.

  • Carlos SoaresCarlos Soares

    Gostei. Achei esclarecedor, visto que até então não havia lido um artigo completo sobre "nuvem" e apenas ouvia falarem do termo.

  • heversonheverson

    este cursos mva da certificado???

  • Vinícius SouzaVinicius_​Souza Developer Evangelist

    @heverson:Não tem certificado, o que o MVA possui é um relatório com todos os cursos que você realizou na plataforma como se fosse um currículo.

    Para acessar o relatório de realização, acessa o menu "Meu Dashboard" e no fim da página clique no link "Baixar transcrição", um arquivo PDF será gerado.

    Dá uma olhada está bem legal o relatório.

    Abraço,

    Vinícius.

  • EcrezielEcreziel

    Art. muito leigo, gostaria de um Art. tecnico.

  • EcrezielEcreziel

    Porem muito bom. Parabens!!!

  • Vinícius SouzaVinicius_​Souza Developer Evangelist

    @Ecreziel: Que bom que gostou!

    Este artigo é o primeiro da academia de Windows Azure do MVA (Microsoft Virtual Academy)  http://www.microsoftvirtualacademy.com/tracks/entendendo-o-windows-azure e por isso é um texto introdutório.

    A academia possui vários módulos, e a medida que você vai se aprofundando na academia você terá acesso a conteúdo mais técnico, por exemplo, temos um módulo focado em migração de uma aplicação para a nuvem e outro utilizando PHP e Java.

    Abraço,

    Vinícius.

     

     

  • Vilmar AfonsoVilmar Afonso

    Defina melhor computação em nuvens.

  • Augusto Jose Lazaro GoncalvesAugusto Jose Lazaro Goncalves

    Muito bom o artigo e foi bem elaborado e explicativo.

    abraço

  • Parabéns Vinícios!
    O artigo está muito bom, além de descrever os serviços e perfis existentes no mercado quanto a essa nova atmosfera (paradigma), também demonstra detalhes muito importantes como os perfis existentes hoje para o Cloud Computing e a elasticidade que ela nos proporciona.
    Além de tudo, algo muito importante que foi citado é sobre a liberdade (democracia) no desenvolvimento. A democracia foi uma palavra bem colocada, pois temos liberdade de desenvolver uma solução/produto sem nos preocupar com infraestrutura, configurações e manobras complexas, assim tendo como foco principal apenas o desenvolvimento...

    Imagine um e-comerce que tem 1.000 acessos diários, você precisaria de uma infra-estrutura com capacidade de processamento para suportar isso, mas em épocas como o Natal o site receberia 15.000 acessos diários (obviamente que é um exemplo simples, apenas ilustrativo), lembre-se que há diversos tipos de serviços on-line hoje, que exigem em muitos casos grandes capacidades de processamento (alta escalabilidade). Com Elastic Computing você não tem que se preocupar com servidores, configurações avançadas e muito menos com custos extras de hardware, configurações, etc...
    A configuração necessária para uma mudança como essa é simples, eficiente e depende do caso e perfil escolhido por você, isso ocorreria de forma automatica!

    Lembre-se que é um artigo introdutório, ele é o primeiro do MVA...
    Vocês encontrarão muito mais informações no decorrer do treinamento (MVA) e há muito material sobre o assunto, principalmente descrevendo questões TECNICAS...

    Veja que no próprio site do Windows Azure vocês encontrarão mais informações e principalmente para desenvolvedores, tanto para profissionais .NET quanto para Java e PHP, etc...

    http://www.windowsazure.com/pt-br/develop/overview/

    Obs: Nunca o Brasil teve tanto apoio e material em língua portuguesa (pt-br), sempre tivemos que recorrer a conteúdo em línguas estrangeiras para adquirir conhecimentos sobre novas tecnologias e soluções.
    Por isso, fico muito feliz pela iniciativa da Microsoft e pela quantidade de material dispoinbilizado em nossa língua...

  • Emilson Souto de CarvalhoEmilson Souto de Carvalho

    Muito bom o artigo, claro e de fácil entendimento.

  • UlissesUlisses

    Muito bom Vinicius ! Os principais conceitos técnicos e terminologias mais utilizadas estão bem descritos e a didática tornou o artigo esclarecedor.

  • Acredito que a frase "... Neste modelo, o sistema operacional e o hardware é gerenciado para você, mas você tem que gerenciar a sua aplicação e os dados que ela consome." Está um tanto confusa é precisaria de uma melhor redação.

  • Muito bom! Tirei algumas duvidas sobre os tipos de nuvens existentes.

  • Nestor AssisNestor Assis

    Foi muito claro, pude graças aos exemplos simples explicar ao meu cliente o qué era estar nas nuvens.

  • Jonathan FerrazJonathan Ferraz

    Gostei muito do post, encontrei termos que ando vendo por aí que era desconhecido por minha parte.

  • @Vinicius_Souza: E como eu ganhei certificado! abaixo do curso tem o relatório de  transcrição, mais apos termino do curso , na parte superior esquerda ao lado do nome do curso tem 1 quadrado tipo um envelope ao clicar faz o download do certificado.

  • HurbemHurbem

    Ótimo post! Me esclareceu muitas dúvidas!
    Obrigado.

  • ThiagoThiago

    Parabéns pelo post! Muito bem redigido e com um ótimo conteúdo!

  • VanderVander

    Parabens!!!

  • JairJair

    Excelente artigo. Bastante esclarecedor.
    Vlw

  • JosivaldoJosivaldo

    Gostei, estou a familiarizar com este programa.

  • Vinícius,

    Parabéns pela iniciativa. Belo trabalho.

  • Adorei! Mais claro impossível! Super didático e simples o suficiente.

  • nildo santosnildo santos

    gostei miuto bom e conclusivo,pude tirar algumas duvidas quanto,a nuvems.

  • JohanJohan

    Eu que sou desenvolvedor achei muito interessante o que li nesse artigo. Pelo que entendi tanto no artigo quanto no comentário do @terra a Cloud Computing é muito vantajosa para quem desenvolve. De fato a iniciativa da Microsoft de disponibilizar conteúdo em pt-br é uma demonstração de respeito e de reconhecimento.

  • claudioclaudio

    gostei miuto bom e conclusivo,pude tirar algumas duvidas quanto,a nuvems.eu não comprendia o significado mais ficou bem esclarecido

  • MessiasMessias

    Bom artigo! Parabéns.

  • O Azure afinal pode servir como simples host de aplicativo, ou é caro demais pra isso?

    porque até ontem o via como uma plataforma web das ferramentas microsoft.

  • CRISTIANO GLEY CARVALHO MOREIRACRISTIANO GLEY CARVALHO MOREIRA

    Saibam que a decisão no tipo de serviço em nuvem é muito importante. Na minha opinião e necessidade o tipo de serviço que mais me atrai é o PaaS. No SaaS o software é entregue pronto de acordo o modelo entregue pelo cliente; No Iaas toda a infraestrutura de servidores, sistemas de rede, armazenamento, e todo o ambiente necessário para o funcionamento são contratados como serviços. Já o serviço PasS possui um ambiente para desenvolver, testar, implantar e manter aplicações de forma integrada e escalável, para cumprir todo o processo de
    desenvolvimento além de ter uma arquitetura multi-tenant, onde vários usuários simultâneos utilizam o mesmo aplicativo.

    Abraços!

  • Cleber SantosCleber Santos

    Excelente, Parabéns!

  • Cleiton AlbertoCleiton Alberto

    Belo artigo, eu também conheci um pouco sobre Nuvem somente de ouvir o pessoal falando, agora estou entendendo melhor sobre o assunto.

  • AlessandraAlessandra

    Ótimo artigo para generalistas como eu. O vídeo complementar é ainda melhor.

  • LucasLucas

    OK, vamos para o próximo!

  • Felipe AronFelipe Aron

    Parabéns pelo artigo!

    Primeiro artigo que encontro sobre o assunto que está super bem explicado de forma simples e objetiva!

  • Robson de MagalhaesRobson de Magalhaes

    òtimo Post, bem detalhado e orientado.

  • mabel martinsmabel martins

    linguagem bem didatica e acessivel

  • Parabéns pelo post

  • Gildasio lapinhaGildasio lapinha

    Muito legal, bem explicativo, valeu Vinicius

  • BrunoBruno

    Explicação rápida e fácil de entender! Top!
    Parabéns!

  • Bruno PascoalBruno Pascoal

    Muito bem explicado, pra quem tá iniciando é show!!!!

  • AndreyAndrey

    Excellent. Let's enjoy this opportunity!!!

  • Gostei do conteúdo apresentado, não acho que ficou subjetivo como foi opinado por alguns...

  • interceptoriusinterceptor​ius

    eu tinha algumas dúvidas sobre cloud computing, esse artigo esclareceu bastante. bem interessante a estratégia da microsoft.

  • Davi DuraesDavi Duraes

    Parabéns! Excelente artigo.

  • CarlosCarlos

    Sensacional, excelente artigo, me esclareceu muitas dúvidas.

Remove this comment

Remove this thread

close

Comment on the Post

Already have a Channel 9 account? Please sign in